GELÉIA DE GOIABA

/
0 Comments

Tinha um moço que cultivava goiabas e trabalhava na Prefeitura de Valinhos.

Há dias ele vinha trazendo goiabas brancas para toda a galera.

E a gente comia.

E um dia ele trouxe goiabas vermelhas.

E tinha uma moça que mesmo não tolerando muito o cheiro das goiabas, amava os doces feitos com a fruta.

E então, teve uma grande idéia... Vamos fazer geléia!

Era muita goiaba.

E no dia seguinte ela trouxe para mim a sua geléia. Uma delícia.

E eu levei um monte de goiaba pra casa, passei de quarta-feira até o fim de semana com as ditas cujas na geladeira, com aquela coceira que eu tenho para fazer doces.

E então consegui, fiz no domingo.

E o moço era o Torrezin.
Obaaa! Obrigada pelas goiabas!

E a moça era a Elis.
Obaaa! Obrigada pelo doce e pela idéia!

E chega de "Es", vamos à receita que deu super certo!

- Lavar as goiabas maduras e cortá-las ao meio;

- Com uma colher, retirar a parte das sementes. Reservar a polpa com a casca;

- Num liquidificador, bater rapidamente as sementes com um pouquinho de água;

- Coar numa panela. Descarte as sementes;

- Jogar açúcar por cima - a quantidade foi a olho, mas não coloque muuuito;

- Pique a polpa reservada em cubinhos e jogue também na panela (eu nao usei toda a quantidade da polpa - Aproveitei pra fazer um doce de goiaba, tipo compota, pois minha mãe estava junto e com lombriga pelo doce!!!);

- E então acenda o fogo - baixo - e vá cozinhando e reduzindo, até dar o ponto de geléia, mexendo de vez em quando.

- Quando estiver com uma cara linda, desligue o fogo e coloque num recipiente de vidro. Leve à geladeira e está pronto!

E a Elis ainda foi me falar sobre comer esta geléia, meio que goiabada molinha, com requeijão... Perfeito!



You may also like

imprima com consciência!

Print Friendly and PDF