PUDIM DE CLARAS

/
0 Comments


Uma maravilha!!! 

Assisti ao programa da Rita Lobo no GNT ensinando a receita do Pudim de Claras e por coincidência fazia uma semana que havia experimentado este pudim no Rio de Janeiro. Achei muito gostoso e suave, realmente "um pedacinho de nuvem"!

O meu só não ficou igual ao da querida Rita pois ficou cheio de furos por fora, o que ela tanto explica para apertar as primeiras colheradas para que isto não ocorra!

Mas mesmo assim, achei tão bonito... de se comer com os olhos!

Comece caramelando uma forma de furo no meio (24cm de diâmetro), colocando uma caldinha de 3/4xic. de açúcar e 1/4xic. de água. Despeje essa mistura na forma e leve ao fogo baixo até ficar levemente dourada. Retire do fogo e mexa a forma até untá-la nas laterais e no meio.

Reserve.

Bata na batedeira 10 claras de ovos até ficar com picos firmes (ao levantar a pá da batedeira, o pico não deve tombar!). Vá acrescentando aos poucos 2 xícaras de açúcar, batendo sempre. O suspiro deverá ficar bem firme.

Vá colocando o suspiro na forma caramelada aos poucos, às colheradas, e dê batidas na forma para o suspiro descer (a ideia é não sobrar furos como aconteceu com o da foto - quero dizer estas irregularidades!).

Termine o suspiro, e limpe as bordas da forma.

Na minha forma o suspiro ocupou todo o espaço, até a borda. Não tem problema, o da Rita também ficou assim!

Leve ao forno pré aquecido a 150 graus, em banho maria (use água fervendo numa forma grande e coloque a forma de pudim sobre ela).

Deixe assando por aproximadamente 30 minutos. Vai ficar assim, bem maior que a forma!


Desenforme depois de frio. Alguns dizem para desenformar ainda morno... Eu segui a regra do pudim de leite condensado para desenformar gelado e deu super certo!

E agora dá licença... Vou lá comer um pedaço...






You may also like

imprima com consciência!

Print Friendly and PDF